Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

quarta-feira, 13 de maio de 2020

Presidente de Assembleia no Amazonas insiste em conduzir impeachment, Processo contra governador e vice

Ilimar Galvão recomenda juiz neutro

O presidente da Assembleia do Amazonas, Josué Neto (PRTB) não pode conduzir o processo para tirar do cargo o governador, Wilson Lima (PSC) e o vice, Carlos Almeida (PTB). É o que diz parecer do advogado Ilmar Galvão, ex-ministro do STF (Supremo Tribunal Federal). A razão: se os 2 saírem Neto se tornará governador, por isso há “inequívoco interesse”, afirmou o advogado.


Galvão destacou que os processos de impeachment dos presidentes Fernando Collor e Dilma Rousseff foram conduzidos, em cada caso, pelo então presidente do STF.

O parecer, pedido pelo deputado Saulo Vianna (PTB), vice-líder do governo, foi lido na sessão virtual na manhã desta 3ª feira (12.mai). Em seguida, a deputada Alessandra Campelo (MDB) apresentou 1 pedido para que Neto fosse afastado da condução do processo. Mas Neto se recusou a colocar em votação. Em seguida, negou recurso da deputada para o plenário decidisse se o afastamento seria ou não  votado.

Da Redação
PODER 360

close button
Anuncie