Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

quinta-feira, 6 de agosto de 2020

Botucatu: mais 3 são presos por roubo a banco

Um casal foi detido ontem no município e, um terceiro suspeito, anteontem, na Capital

Por Paulo R
Atualizado 06/08/2020 às 8:59
Botucatu: mais 3 são presos por roubo a banco
O suspeito preso pelo Deic na Capital paulista tinha cédulas chamuscadas em sua residência

Nesta quarta-feira (5), uma operação conjunta entre Polícias Civil e Militar de Botucatu (100 quilômetros de Bauru) resultou na prisão de um casal suspeito de envolvimento com o grupo criminoso que roubou o cofre da agência do Banco do Brasil da cidade no último dia 29 e trocou tiros com policiais. Um terceiro suspeito foi detido por equipes do Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), na noite desta terça-feira (4), na Capital, com R$ 21 mil em cédulas, algumas chamuscadas .

De acordo com o delegado seccional de Botucatu, Lourenço Talamonte Netto, a partir da prisão de cinco suspeitos de participação no crime, ocorrida no domingo (2), e de investigações e denúncias, foi apurado que um criminoso, que atuou diretamente na ação, e foi ferido, estaria escondido num apartamento de um conjunto popular do município.

Ontem, policiais civis e militares foram até o endereço, mas o suspeito não foi encontrado. O casal de moradores fugiu ao avistar as viaturas, mas acabou preso na rodovia Marechal Rondon (SP-300), nas proximidades do Parque Pinheiro. No imóvel, a polícia encontrou roupas sujas de sangue, que seriam do criminoso baleado no confronto.

Segundo o seccional, o dono do apartamento é integrante de uma facção criminosa e está em liberdade desde abril. Um familiar do investigado contou à polícia que recebeu R$ 3 mil em dinheiro da quadrilha e entregou a ele para que ajudasse o integrante do grupo ferido. "A participação dele no ataque ao banco também será apurada", diz o delegado.

O casal foi conduzido à Delegacia de Investigações Gerais (DIG), autuado em flagrante por organização criminosa e encaminhado à unidades prisionais da região. Também ontem, em área às margens da rodovia João Hipólito Martins (SP-209), a Castelinho, próximo ao rio Pardo, a polícia apreendeu munições e pentes de fuzil que podem ter relação com o crime.

PRISÃO NA CAPITAL

Na noite de terça-feira, equipe da 5ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Furtos e Roubos a Bancos, do Deic, prendeu no bairro Sapopemba, na zona leste da capital, outro suspeito de participar do roubo em Botucatu. Na casa dele, foram localizados R$ 21.176,00. Segundo a polícia, pelo menos quatro notas tinham sinais de chamuscamento. No celular do investigado, foi encontrado mapa do deslocamento até Botucatu, indicando o vínculo com a cidade. O dinheiro e o aparelho foram periciados.

RELEMBRE O CASO

Entre o fim da noite do dia 29 e o início da madrugada do dia 30, cerca de 30 homens fortemente armados fizeram populares reféns, interceptaram a saída do Batalhão da PM com veículo em chamas e explodiram o cofre da agência do Banco do Brasil, no centro de Botucatu. Na fuga, eles tentaram furar bloqueios em 4 pontos. Houve troca de tiros entre os ladrões e a polícia e os suspeitos chegaram a atear fogo em veículos em dois trechos de rodovias para evitar a chegada de reforço.

Dois PMs ficaram feridos na ação, sem gravidade, e um suspeito acabou morto. No total, foram recuperados R$ 1,6 milhão, joias roubadas de uma joalheria em ação simultânea ao ataque ao banco e oito fuzis, além de metralhadora, munições, explosivos e coletes. No domingo, quatro mulheres e um homem suspeitos de prestarem apoio médico aos autores do roubo foram presos em dois trechos da rodovia Castelo Branco (SP-280), em Itatinga e Boituva, e autuados por associação criminosa.

Botucatu: mais 3 são presos por roubo a banco
     PM e Civil acharam munições e pentes de fuzil na Castelinho / Foto: Polícia Civil/Divulgação

Veja mais notìcias em Adamantina Notìcias 
close button
Anuncie