Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Discussão familiar termina com morte

Após supostamente agredir a mãe e o tio, homem de 31 anos foi esfaqueado pelo primo em Pirapozinho

Fonte: imparcial
Atualizado 10/08/2020 às 12:35

Foto: Cedida/Polícia Civil - Imagens de monitoramento gravaram a ação

No domingo, um homem de 31 anos morreu após ser golpeado com uma faca durante uma discussão em Pirapozinho. O autor seria o primo da vítima, 23 anos, que fugiu em um veículo e ainda não foi localizado.

O crime ocorreu durante a noite, após uma confraternização familiar. De acordo com a Polícia Militar, o Copom (Centro de Operações da Polícia Militar) foi acionado para comparecer à Rua Rosa Sapia Gama para atender a uma ocorrência de agressão com faca. 

Quando a equipe chegou ao endereço havia vestígios de sangue na calçada. No local, a dona da casa informou que a vítima já havia sido socorrida com lesão no abdômen.

Apesar das tentativas salvar a vida do rapaz, a morte foi anunciada logo após receber os atendimentos no pronto-socorro da Santa Casa de Pirapozinho. 
Discussão familiar termina com morte
Câmera de monitoramento gravou a sequência de acontecimentos na frente da residência

Supostas agressões
Em conversa com os militares, o tio da vítima relatou que naquele dia houve uma confraternização entre familiares. Ao término do encontro, o rapaz supostamente teria agredido a própria mãe.

Diante do fato, o tio foi ao imóvel para “acalmar os ânimos”, mas acabou sendo agredido com um soco no olho. 

Ele ainda disse que já estava tudo resolvido, e enquanto estava na residência, soube que seu filho havia esfaqueado o sobrinho. A ação foi gravada por uma câmera de monitoramento da rua, imagens que foram recolhidas e cedidas pela Polícia Civil.

De acordo com o delegado Rafael Guerreiro Galvão, o crime foi registrado como homicídio qualificado. Conforme a autoridade, acredita que o suspeito tenha fugido para Estrela do Norte. 

"Já foi representado pela prisão temporária do suspeito", afirma. "Estamos a via de localizá-lo. Tanto os motivos quanto a autoria já estão elucidadas", considera Galvão.

No decorrer do dia, as testemunhas serão ouvidas para entender os momentos que antecederam a morte.  

Até a publicação desta reportagem não havia informações sobre o paradeiro do suspeito.


Veja mais em Adamantina Notìcias
close button
Anuncie