Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp
Publicidade

segunda-feira, 26 de abril de 2021

Paraguaçuense encontra filha desaparecida e faz alerta aos pais de crianças e adolescentes - Adamantina Notìcias

Segundo ele, a sua filha foi enganada nas redes sociais e jogo on-line. A garota foi localizada em São Paulo.

Atualizado

Por: I7 26/04/2021 às 10:26


Paraguaçuense encontra filha desaparecida e faz alerta aos pais de crianças e adolescentes  -   Adamantina  Notìcias
Laura com os seus pais, Fabiana e Edson

Laura Gabrieli Rodrigues Alves, de 14 anos, desapareceu na última sexta-feira (23), em Paraguaçu Paulista (SP), e foi localizada pelo seu pai na noite deste sábado (24) na capital paulista. Foram quase dois dias para retornar para a sua casa. Pouco tempo, mas um intenso trabalho do seu pai e diversas autoridades para que a adolescente fosse localizada. 

De acordo com Edson, pai da adolescente, a sua filha foi sequestrada e, por pouco, algo trágico não aconteceu com ela.

“A minha filha foi pega pelo jogo Free Fire, pelo Tik Tok e outras redes sociais. Conseguiram lubridiar ela com conversas de mil maravilhas. Eu sai da minha casa, em Paraguaçu Paulista, fui até São Paulo, viajei de madrugada, viajei com uma equipe de amigos e conseguimos recuperar ela. Se passasse o tempo, nós não saberíamos como iriam andar as coisas, porque a gente ouviu falar de sequestros que não tiveram o êxito que tivemos, já ouvimos falar de sequestros que resultaram em morte”, comentou o pai.

Ainda segundo Edson, por a sua filha ter ido por vontade própria com o rapaz, não pode ser registrado boletim de ocorrência por sequestro e sim por desaparecimento, mas o caso continuará em investigação.

“Contei com uma grande equipe para conseguir pegar a minha filha: policias militar, civil e rodoviária, além da Agência de Inteligência da Polícia e diversas pessoas influentes”, explicou o pai da adolescente.

O pai de Laura faz um alerta a todos os pais de crianças e adolescentes. “Policiem os seus filhos ao máximo com redes sociais e com jogos. A minha filha foi pega pelo Free Fire e pelo Tik Tok. Ela é uma menina de 14 anos, bem instruída e mesmo assim o rapaz conseguiu fazer a cabeça dela. Eu sou técnico em informática, sempre oriento ela, sempre estou conversando com ela sobre esses assuntos, mas, mesmo assim, aconteceu comigo”.

Edson aproveitou a oportunidade e fez os seus agradecimentos. “Eu quero agradecer aos policiais, principalmente de Paraguaçu, ao delegado João, que me ligou bastante, ao Serginho, a superintendência em São Paulo. Agradeço a todos que postaram o desaparecimento dela, porque sem a ajuda de vocês a gente não teria conseguido. Só obtivemos êxito porque isso explodiu na internet, a foto dela foi compartilhada no Brasil inteiro, e isso fez com que chegássemos até onde chegamos”.

close button
Anuncie