Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

sábado, 16 de maio de 2020

Ótima Notícia, Brasil tem 89.672 pessoas recuperadas de Covid-19.

Diariamente, o Ministério da Saúde, por meio da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS/MS) divulga dados consolidados sobre o COVID-19. Saiba mais sobre o painel.

O processo de atualização dos dados sobre casos e óbitos confirmados por COVID-19 no Brasil é realizado diariamente pelo Ministério da Saúde através das informações oficiais repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde das 27 Unidades Federativas brasileiras. Os dados fornecidos pelos estados são consolidados e disponibilizados publicamente todos os dias, em torno das 19h.


Limitações
O processo de atualização das informações nos municípios, estados e na esfera federal é dinâmico e complexo. Os dados informados diariamente são sujeitos a alterações. Considerando a pluralidade de cada município brasileiro no que diz respeito a porte populacional, infraestrutura e organização dos serviços de saúde, além de todos os desafios que a pandemia de COVID-19 impõe, é possível que haja mudanças no número de casos ou óbitos em decorrência de erros ou atrasos no repasse das informações

Em nível municipal, o dado do dia atual pode ser menor que o do dia anterior: isso acontece porque o município de notificação não é necessariamente o mesmo local de residência do caso ou óbito notificado. Assim, ao concluir o processo de investigação de cada ocorrência individualmente, as Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde possuem autonomia para corrigir a informação e repassá-la ao Ministério da Saúde

Os casos e óbitos são atualizados por data de notificação. O Ministério da Saúde vem trabalhando em conjunto com as Secretarias Estaduais e Municipais de Saúde para divulgação desses indicadores.

Conceitos básicos: Casos novos
Número de casos novos confirmados por COVID-19 que foram registrados pelas Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde em relação ao dia anterior.

Reflete o número de casos diagnosticados e registrados pelas secretarias de saúde, não significando a data de início dos sintomas. Para análise dos casos por data de início dos sintomas, deve-se utilizar os dados do sistema e-SUS VE e do Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), para os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) Hospitalizados, além dos dados provenientes dos sistemas de informação de Síndrome Gripal implantados em alguns estados.

Casos acumulados
Número total de casos confirmados por COVID-19 que foram registrados pelas Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde no período considerado.

Óbitos novos
Número de óbitos novos confirmados por COVID-19 que foram registrados pelas Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde em relação ao dia anterior.

Reflete o número de óbitos reportados pelas secretarias de saúde na data em que tiveram a confirmação laboratorial ou clínico epidemiológica. Não reflete a data de ocorrência do óbito. Para análise de óbitos por data de ocorrência, deve-se utilizar os dados registrados no Sistema de Vigilância Epidemiológica da Gripe (SIVEP-Gripe), onde devem ser notificados todos os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) Hospitalizados ou óbitos por SRAG, independente de hospitalização. Também devem ser observados os registros de óbitos no Sistema de Informação sobre Mortalidade (SIM).

Óbitos acumulados
Número total de óbitos confirmados por COVID-19 que foram registrados pelas Secretarias Municipais e Estaduais de Saúde no período considerado

Coeficiente de Incidência de COVID-19
Conceituação
Número de casos confirmados de COVID-19 por 100.000 habitantes, na população residente em determinado espaço geográfico, no período considerado.

A definição de caso confirmado de COVID-19 baseia-se em critérios adotados pelo Ministério da Saúde para orientar as ações de vigilância epidemiológica da doença em todo o país.

Interpretação
Estima o risco de ocorrência de casos de COVID-19 numa determinada população num período considerado.

Usos
Analisar variações populacionais, geográficas e temporais da distribuição dos casos confirmados de COVID-19, como parte do conjunto de ações de vigilância epidemiológica da doença.

Contribuir na avaliação dos níveis de saúde da população, prestando-se para comparações nacionais e internacionais.

Subsidiar processos de planejamento, gestão e avaliação de políticas e ações de saúde direcionadas para a o enfrentamento do COVID-19 no contexto da prevenção e controle das doenças.

Limitações
Depende das condições técnico-operacionais do sistema de vigilância epidemiológica, em cada área geográfica, para detectar, notificar, investigar e realizar testes laboratoriais específicos para a confirmação diagnóstica de casos de COVID-19.

Fonte
Ministério da Saúde. Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS): Guia de Vigiläncia Epidemiológica do COVID-19.

close button
Anuncie