Menu Right

Top Social Icons

Slider Area 1

Slider Area 2

Slider Area 3

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

Destaques Gerais

Cultura

Últimas Notícias

Cultura

Gastronomia

Opinião

Publicidade

Comportamento

Astrologia

Adamantina

Publicidade

Esportes

Tecnologia

Games

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

Menino de 14 anos pega carro escondido dos pais e morre ao bater de frente em caminhão no MT

De acordo com a polícia, o motorista do caminhão afirmou que viu o carro se aproximando na contramão e que tentou evitar a batida.

Atualizado 22/10/2020 às 13:59

Menino de 14 anos pega carro escondido dos pais e morre ao bater de frente em caminhão no MT
Menino de 14 anos pegou carro escondido dos pais e morreu ao bater de frente com caminhão em Pontes e Lacerda — Foto: Polícia Rodoviária Federal de Mato Grosso/Divulgação

Um menino de 14 anos morreu na noite de quarta-feira (21) após pegar o carro escondido dos pais e sofrer um acidente na BR-174, em Pontes e Lacerda, a 487 km de Cuiabá (MT). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o adolescente estava sozinho no veículo, que foi parar embaixo do caminhão.

O acidente foi por volta de 23h, no km 7, depois da ponte do Rio Guaporé. De acordo com a polícia, o motorista do caminhão afirmou que viu o carro se aproximando na contramão e que tentou evitar a batida.

O carro conduzido pelo menino atingiu o caminhão de frente. O garoto morreu antes de ser socorrido. O motorista do caminhão não se feriu.

A perícia esteve no local do acidente e colheu as primeiras informações. O acidente será investigado pela Polícia Civil, que vai apurar a responsabilidade dos pais do menino e como a vítima teve acesso ao veículo.

Menino de 14 anos pega carro escondido dos pais e morre ao bater de frente em caminhão no MT
O carro conduzido pelo adolescente atingiu o caminhão de frente — Foto: Divulgação
Menino de 14 anos pega carro escondido dos pais e morre ao bater de frente em caminhão no MT
Menino de 14 anos pegou carro escondido dos pais e morreu ao bater de frente com caminhão na BR-174 — Foto: Divulgação

Fonte:G1

Homem morre após ser atacado por enxame de abelhas enquanto pescava no Rio Paraná, em Paulicéia

De acordo com o Corpo de Bombeiros, duas pessoas foram atacadas nesta quinta-feira (22). A outra vítima, de 62 anos, foi transferida para o Pronto-socorro de Panorama.

Atualizado 22/10/2020 às 13:21  

Homem morre após ser atacado por enxame de abelhas enquanto pescava no Rio Paraná, em Paulicéia
FOTO - GOOGLE

Um homem, de 64 anos, morreu depois de ser atacado por uma enxame de abelhas enquanto pescava no Rio Paraná, em Paulicéia, nesta quinta-feira (22).

De acordo com o Corpo de Bombeiros, dois homens estavam pescando quando passou uma "nuvem" de abelhas por eles e os atacou.

Uma das vítimas, de 62 anos, foi socorrida e levada para o Pronto-socorro de Paulicéia. O Corpo de Bombeiros informou que não se sabe se o homem foi levado até às margens do rio por outros pescadores, ou chegou ao local nadando.

Posteriormente, o homem foi transferido para o Pronto-socorro de Panorama.

Fonte:G1

Ocorrência de averiguação de estupro é registrada em Parapuã - Adamantina Notìcias

Vítima, uma criança de 05 anos, foi levada para atendimento médico com hematomas nas partes íntimas.

Atualizado 22/10/2020 às 10:47 

Ocorrência de averiguação de estupro é registrada em Parapuã  -  Adamantina Notìcias

Uma criança de 05 anos de idade foi levada para atendimento médico na Santa Casa de Misericórdia de Parapuã com hematomas nas partes íntimas. De acordo com a Polícia, o fato ocorreu na noite desta quarta-feira (21) quando a equipe foi acionada para o registro de ocorrência de averiguação de estupro.

 O conselho Tutelar do município acompanhou a ocorrência e também esteve dando suporte a criança durante sua passagem ao hospital.

Detalhes sobre o caso não foram repassados, mas o que se sabe até o momento é que o suspeito foi encaminhado para a central de Polícia Judiciária de Tupã (CPJ), onde prestou depoimentos ao delegado de plantão.

Após ser ouvido o suspeito foi liberado.

Fonte:guiaonlineparapua

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

Voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford e morreu com a Covid era médico e ex-aluno da UFRJ

João Pedro R. Feitosa morreu no último dia 15 em decorrência de complicações por Covid-19. Ele era voluntário na pesquisa sobre a vacina de Oxford. Anvisa não esclareceu se o voluntário tomou a vacina ou o placebo.

Atualizado 21/10/2020 às 15:47

Voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford e morreu com a Covid era médico e ex-aluno da UFRJ
Morre voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford

A Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) divulgou nota de pesar pelo falecimento do ex-aluno João Pedro R. Feitosa. O médico era o voluntário que participava dos testes da vacina de Oxford e morreu em decorrência de complicações por Covid-19 na quinta-feira (15). A Anvisa não esclareceu se o voluntário tomou a vacina ou o placebo.

'Não há intenção de compra de vacinas chinesas', diz Ministério da Saúde

'Já mandei cancelar', diz Bolsonaro sobre protocolo de intenções de vacina do Instituto Butantan

“João, acho que poderia nesse pequeno texto lembrar do quão bom médico e aluno exemplar você foi, mas acho que a recordação que vou mencionar a todos aqui será outra. Quero guardar para sempre o quão bom namorado, irmão e amigo você foi. A dor no peito, o vazio e saudade desde que você se foi crescem a cada instante e o que nos dá força nesse momento além do carinho de tantos amigos que você fez na vida é lembrar de como você era”, diz um trecho da nota do Centro Acadêmico Carlos Chagas, da UFRJ.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) informou, nesta quarta-feira (21) que foi notificada do óbito na segunda (19), e que foi informada que o comitê independente que acompanha o caso sugeriu o prosseguimento do estudo. "O processo permanece em avaliação", disse a Anvisa.

A farmacêutica AstraZeneca informou ao G1 que ainda não tinha um posicionamento sobre a morte.

Após a divulgação da morte, muitas pessoas se manifestaram nas redes sociais. “Quanta tristeza! Meus sinceros sentimentos à família e amigos... que ele encontre muita luz em seu novo caminho”, lamentou uma brasileira.

Voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford e morreu com a Covid era médico e ex-aluno da UFRJ
Após a divulgação da morte de João Pedro, muitas pessoas se manifestaram nas redes sociais — Foto: Reprodução redes sociais

Testes e acordo no Brasil

A vacina desenvolvida em parceria entre o laboratório AstraZeneca e a Universidade de Oxford é a principal aposta do governo federal para uma futura campanha de vacinação contra o novo coronavírus.

O estudo está na fase 3 dos testes, e eles começaram no Brasil em junho. Nesta fase, a eficácia da vacina é verificada a partir do monitoramento de milhares de voluntários. No país, 8 mil voluntários já participam do estudo.

Antes da fase 3, sua segurança foi verificada em pesquisas com um número menor de voluntários e nenhuma reação grave foi verificada, somente reações leves (leia mais abaixo).

O Ministério da Saúde prevê o desembolso de R$ 1,9 bilhão para o projeto AstraZeneca/Oxford, e espera oferecer 100 milhões de doses no primeiro semestre da vacina, caso os estudos confirmem sua eficácia e segurança. Além disso, prevê produzir mais 165 milhões de doses no Brasil no segundo semestre.

Segurança da vacina de Oxford

Um estudo com resultados preliminares da vacina de Oxford (AZD1222) foi publicado em 20 de julho, na revista científica "The Lancet". A pesquisa cita reações consideradas leves e moderadas e não fala sobre efeitos colaterais graves:

Dor após a vacinação: 67% sem paracetamol; 50% com paracetamol.

Fadiga: 70% sem paracetamol; 71% com paracetamol.

Dor de cabeça: 68% sem paracetamol; 61% com paracetamol.

Dor muscular: 60% sem paracetamol; 48% com paracetamol.

Os testes iniciais, das fases 1 e 2, foram realizados na Inglaterra, com 1.077 voluntários, divididos em dois grupos: 543 pessoas receberam a vacina experimental, e outras 534 receberam uma vacina de meningite (o grupo controle) – 56 participantes da vacina experimental receberam paracetamol profilático.

Nota da Anvisa sobre a morte do voluntário

Abaixo, veja a íntegra do posicionamento divulgado pela Anvisa:

"Em relação ao falecimento do voluntário dos testes da vacina de Oxford, a Anvisa foi formalmente informada desse fato em 19 de outubro de 2020. Foram compartilhados com a Agência os dados referentes à investigação realizada pelo Comitê Internacional de Avaliação de Segurança. É importante ressaltar que, com base nos compromissos de confidencialidade ética previstos no protocolo, as agências reguladoras envolvidas recebem dados parciais referentes à investigação realizada por esse comitê, que sugeriu pelo prosseguimento do estudo. Assim, o processo permanece em avaliação.

Portanto, a Anvisa reitera que, segundo regulamentos nacionais e internacionais de Boas Práticas Clínicas, os dados sobre voluntários de pesquisas clínicas devem ser mantidos em sigilo, em conformidade com princípios de confidencialidade, dignidade humana e proteção dos participantes.

A Anvisa está comprometida a cumprir esses regulamentos, de forma a assegurar a privacidade dos voluntários e também a confiabilidade do país para a execução de estudos de tamanha relevância.

A Agência cumpriu, cumpre e cumprirá a sua missão institucional de proteger a saúde da população brasileira."

Oito mil voluntários no Brasil

De acordo com o Instituto D’Or de Pesquisa e Ensino (IDOR), responsável pelos testes no Rio de Janeiro, até o presente momento, já foram vacinados aproximadamente 8 mil voluntários no país. Em nota, o IDOR informou que não poderia confirmar a participação de nenhum voluntário no estudo clínico com a Vacina de Oxford.

Contudo, a instituição diz que, diante dos dados coletados em testes em todo o mundo, não existem dúvidas sobre a segurança da vacina.

“Gostaríamos de informar que, após a inclusão de mais de 20 mil participantes nos testes ao redor do mundo, todas as condições médicas registradas foram cuidadosamente avaliadas pelo comitê independente de segurança, pelas equipes de investigadores e autoridades regulatórias locais e internacionais. Vale lembrar que trata-se de um estudo randomizado e cego, no qual 50% dos voluntários recebem o imunizante produzido por Oxford”.

"A análise rigorosa dos dados colhidos até o momento não trouxe qualquer dúvida com relação a segurança do estudo, recomendando-se sua continuidade", dizia a nota.

Fonte:G1

Casal morre em acidente em Estrada vicinal entre Birigui e Coroados

O acidente aconteceu na manhã desta Quarta-feira (21) na estrada vicinal José Fernandes, entre Birigui e Coroados.

Atualizado 21/10/2020 às 15:10

Casal morre em acidente em Estrada vicinal entre Birigui e Coroados

O resgate do corpo de bombeiros foi acionada. As vítimas foram socorridas  para o Pronto Socorro de Birigui. Rafael Henrique, de 29 anos e Patrícia Martins de 25 anos, não resistiram aos ferimentos e morrem.

As causas do acidente será apurado pela Polícia Civil.

Nosso sentimentos a toda Familia

Fonte:Conexão Notìcias

Combate ao Crime:Plicia Militar Apreende grande Quantidade de Drogas e dois individuos em Pacaembu

Dois ocupantes do carro em que estava a droga tentaram escapar da abordagem na tarde desta quarta-feira (21), na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros, mas acabaram detidos.

Fonte:G1

Atualizado 21/10/2020 às 14:26

Combate ao Crime:Plicia Militar Apreende grande Quantidade de Drogas e dois individuis em Pacaembu
Carga de maconha foi apreendida em Pacaembu nesta quarta-feira (21) — Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar apreendeu na tarde desta quarta-feira (21) um carregamento de maconha que era transportado em um carro, em Pacaembu

O veículo foi abordado na Rodovia Comandante João Ribeiro de Barros (SP-294), quando transitava em atitude suspeita e chamou a atenção dos policiais.

Os dois rapazes que viajavam no carro ainda tentaram fugir, mas acabaram interceptados pelo cerco policial em Pacaembu. Ambos, de 17 e 18 anos, são moradores de Dourados (MS).

Os militares encontraram dentro do carro uma carga com 47 tabletes de maconha que haviam sido carregados em Dourados e tinham como destino a cidade de Adamantina (SP).

O peso da droga ainda não foi totalizado pela Polícia Militar e a ocorrência segue em andamento.

Carga de maconha foi apreendida em Pacaembu nesta quarta-feira (21) — Foto: Polícia Militar


Carga de maconha foi apreendida em Pacaembu nesta quarta-feira (21) — Foto: Polícia Militar

Covid 19 - Morre voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford

Informação foi confirmada pela Anvisa. Não se sabe se ele tomou a vacina ou o placebo.

Atualizado  21/10/2020 às 13:29

Covid 19 - Morre voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford

Um voluntário brasileiro que participava dos testes da vacina de Oxford morreu, informou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) nesta quarta-feira (21).

A agência disse ter sido notificada do óbito em 19 de outubro, e que foi informada que o comitê independente que acompanha o caso sugeriu o prosseguimento do estudo. "O processo permanece em avaliação", disse a Anvisa.

A Anvisa não esclareceu se o voluntário tomou a vacina ou o placebo. A farmacêutica AstraZeneca informou ao G1 que ainda não tinha um posicionamento sobre a morte.

Nota da Anvisa

Abaixo, veja a íntegra do posicionamento divulgado pela Anvisa:


""Em relação ao falecimento do voluntário dos testes da vacina de Oxford, a Anvisa foi formalmente informada desse fato em 19 de outubro de 2020. Foram compartilhados com a Agência os dados referentes à investigação realizada pelo Comitê Internacional de Avaliação de Segurança. É importante ressaltar que, com base nos compromissos de confidencialidade ética previstos no protocolo, as agências reguladoras envolvidas recebem dados parciais referentes à investigação realizada por esse comitê, que sugeriu pelo prosseguimento do estudo. Assim, o processo permanece em avaliação.

Portanto, a Anvisa reitera que, segundo regulamentos nacionais e internacionais de Boas Práticas Clínicas, os dados sobre voluntários de pesquisas clínicas devem ser mantidos em sigilo, em conformidade com princípios de confidencialidade, dignidade humana e proteção dos participantes.

A Anvisa está comprometida a cumprir esses regulamentos, de forma a assegurar a privacidade dos voluntários e também a confiabilidade do país para a execução de estudos de tamanha relevância.

A Agência cumpriu, cumpre e cumprirá a sua missão institucional de proteger a saúde da população brasileira."

Fonte:G1

Polícia Rodoviária apreende robô e 15 carros infantis elétricos avaliados em R$ 50 mil em caminhão de mudança

Veículo foi parado para fiscalização na Rodovia Olímpio Ferreira da Silva (SP-272), em Pirapozinho. Produtos não tinham documentação fiscal.

Atualizado 21/10/2020 às 11:12

Foram apreendidos 15 carros elétricos infantis e um robô elétrico avaliados em R$ 50 mil — Foto: Polícia Militar

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu brinquedos sem nota fiscal avaliados em R$ 50 mil, nesta terça-feira (20). Os produtos estavam em um caminhão de mudança, que foi parado para fiscalização no km 5 da Rodovia Olímpio Ferreira da Silva (SP-272), em Pirapozinho.

Ainda segundo a corporação, uma equipe do Tático Ostensivo Rodoviário (TOR), do 2º Batalhão de Policiamento Rodoviário (BPRv), estava em patrulhamento pela Operação Interior Mais Seguro quando desconfiou de uma caminhonete, com placas de Martinópolis, e realizou a abordagem.

Durante a vistoria no interior do baú, em meio a uma carga de mudança, foram localizados 15 carros elétricos infantis e um robô elétrico. Os produtos foram avaliadas em cerca de R$ 50 mil, são oriundos do Paraguai e não apresentavam nenhuma documentação fiscal.

O motorista alegou que foi contratado para buscar a mudança de móveis na cidade de Dourados (MS) para levar até o município de Presidente Prudente, sendo que desconhecia que havia algo ilícito no interior da carga.

As mercadorias e o condutor foram encaminhados à Delegacia da Receita Federal de Presidente Prudente, onde a ocorrência foi apresentada.

Segundo a Polícia Rodoviária, o homem foi indiciado por contrabando e responderá ao processo em liberdade.

Polícia Rodoviária apreende robô e 15 carros infantis elétricos avaliados em R$ 50 mil em caminhão de mudança

Brinquedos sem nota fiscal estavam em um caminhão de mudanças — Foto: Polícia Militar

Fonte:G1

Durante abordagem a ônibus, Polícia Militar localiza 14 kg de drogas e prende mulher em flagrante

PM encontrou na bagagem de uma passageira 20 tabletes de maconha e cinco pacotes de skank. Caso foi em Presidente Epitácio.

Atualizado  21/10/2020 às 11:01 

Durante abordagem a ônibus, Polícia Militar localiza 14 kg de drogas e prende mulher em flagrante
PM encontrou 20 tabletes de maconha e cinco pacotes de skank na bagagem da mulher — Foto: Polícia Militar

Uma mulher 30 anos foi presa em flagrante por tráfico de drogas, em Presidente Epitácio, nesta terça-feira (20). Na bagagem dela a Polícia Militar localizou 11 quilos de maconha e 3,130 quilos de skank.

No terminal rodoviário da cidade, a PM abordou um ônibus, vindo de Ponta Porã (MS), e durante a vistoria notou uma mulher, sentada numa das últimas poltronas, que demonstrava “nervosismo acentuado”.

A atitude levantou suspeita e os policiais abordaram a mulher. Com ela, nada de ilícito foi encontrado. Porém, quando a mala foi vistoriada, a PM encontrou 20 tabletes de maconha e cinco pacotes de skank.

Questionada, a mulher informou que era da cidade do Rio de Janeiro (RJ) e que foi contratada para buscar as drogas em Ponta Porã. Ela receberia a quantia de R$ 2.500 pelo serviço.

Com os fatos, a mulher recebeu voz de prisão, que foi ratificada na Delegacia da Polícia Civil. Ela permaneceu à disposição da Justiça.

Fonte:G1

Carga de produtos do Paraguai sem documentação fiscal é apreendida pela Policia Militar Rodoviaria

Materiais estavam no bagageiro externo de um ônibus que foi abordado na Rodovia Raposo Tavares (SP-270). Ocorrência foi encaminhada para a Receita Federal em Presidente Prudente.

Atualizado 20/10/2020 às 08:38

Carga de produtos do Paraguai sem documentação fiscal é apreendida pela Policia Militar Rodoviaria
Produtos do Paraguai sem nota foram apreendidos em Presidente Venceslau — Foto: Polícia Militar Rodoviária

A Polícia Militar Rodoviária apreendeu vários produtos de origem estrangeira sem documentação fiscal nesta terça-feira (20), em Presidente Venceslau.

Os materiais estavam em um ônibus que foi abordado no km 616,5 da Rodovia Raposo Tavares (SP-270).

Durante desenvolvimento da Operação São Paulo Mais Seguro, uma equipe policial abordou o coletivo e, no procedimento de vistoria, encontrou no bagageiro externo seis fardos contendo grande quantidade de produtos diversos.

Os materiais, oriundos do Paraguai, não possuíam documentação fiscal, segundo a polícia.

A ocorrência foi encaminhada para a Receita Federal em Presidente Prudente.

Ao todo, foram contabilizados 3 mil óculos, 1.000 baterias para celular, 200 essências de narguilé e 800 produtos diversos dentre eles: películas, capa para celular, caneta, luva de instalação de celular. As mercadorias foram apreendidas para posterior valoração.

Os indiciados foram liberados após suas oitivas para responder o processo em liberdade.

terça-feira, 20 de outubro de 2020

Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade na Prefeitura de SP

SÃO APULO, SP - A 14ª Vara de Fazenda Pública da capital determinou nesta segunda-feira (19) o bloqueio de R$ 29,4 milhões em bens do governador João Doria (PSDB) em processo no qual o tucano é réu sob a suspeita de improbidade administrativa na época em que era prefeito de São Paulo.

Atualizado 20/10/2020 às 13:23

Justiça bloqueia R$ 29 milhões em bens de Doria em ação por improbidade na Prefeitura de SP
FOTO - REPRODUÇÃO GOOGLE

A ação, iniciada em novembro de 2018 pelo MP-SP (Ministério Público de São Paulo), acusa Doria de ter feito autopromoção com propaganda do programa Asfalto Novo e causado prejuízo de R$ 29,4 milhões aos cofres públicos. Na época em que o processo foi aberto, ele tinha acabado de ser eleito governador.

O valor bloqueado tem o objetivo de ressarcir o município caso Doria seja, ao fim, condenado. A decisão do juiz Randolfo Ferraz de Campos, que é liminar (provisória), alcança imóveis, veículos e valores em banco registrados no nome do tucano.

A defesa do governador disse que recorrerá e afirmou considerar curioso que a decisão tenha sido proferida às vésperas da eleição municipal -Doria apoia o candidato à reeleição na capital, Bruno Covas (PSDB), que foi seu vice.

A ação civil pública, apresentada pelo promotor Nelson Sampaio de Andrade, da área do Patrimônio Público, sustenta que Doria utilizou indevidamente verbas públicas para se promover. O governador sempre rejeitou essa tese e disse que a iniciativa cumpriu todas as obediências legais.

Andrade requereu ainda que a agência Lua Propaganda Ltda., contratada para fazer a série de anúncios, fosse também responsabilizada, mas o juiz rejeitou o pedido. Ele argumentou que não pesam sobre a empresa indícios de que tenha se beneficiado e que ela apenas executou a campanha.

Segundo levantamento da Promotoria, o então prefeito gastou com propaganda o equivalente a 21% do total empregado nas obras de pavimentação, iniciadas em novembro de 2017. Na época do lançamento, o governo municipal anunciou que seriam investidos R$ 461 milhões.

Como a Folha mostrou, a troca de asfalto virou na época uma das principais bandeiras de Doria, que se preparava para renunciar ao cargo e concorrer ao Governo do Estado.

Fonte: (FOLHAPRESS)

close button
Anuncie