Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

quinta-feira, 16 de julho de 2020

Obras em trechos da Rodovia Assis Chateaubriand interferem no tráfego de veículos até domingo

Entre os serviços estão a recuperação do sistema de drenagem da pista e a implantação de fibra ótica.

Atualizado 16/07/2020 10h30
                                 

Obras em trechos da Rodovia Assis Chateaubriand interferem no tráfego de veículos até domingo

Obras são realizadas em trechos da Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) — Foto: Divulgação/Eixo-SP

Seguem até o próximo domingo (19) os serviços de manutenção da Rodovia Assis Chateaubriand (SP-425) na extensão que integra a concessão da Eixo-SP em Parapuã, Martinópolis, Indiana, Regente Feijó e Presidente Prudente. Haverá interferência na dinâmica de tráfego de veículos.

Os trabalhos entre Parapuã e Martinópolis, do km 374 ao 425, estão previstos para serem realizados até sexta-feira (17). Na localidade haverá a recuperação do sistema de drenagem da rodovia.

Até sábado (18) as obras de recuperação de pavimento serão executadas em Martinópolis. A mobilização, entre os quilômetros 403 e 415, interferirá na dinâmica de tráfego com o estreitamento de pista para a circulação de veículos.

Intervenções também acontecerão na faixa de domínio. A roçada da vegetação ocorrerá ao longo dos 79 quilômetros da SP-425 administrados pela Eixo-SP, serviço essencial intensificado no âmbito da Operação Corta Fogo.

A iniciativa foi alinhada com a Agência Reguladora do Estado de São Paulo (Artesp) no período em que há maior propensão a incêndios às margens de rodovias.

Fibra ótica
Prosseguem na Assis Chateaubriand os trabalhos de implantação da fibra ótica. A rede possibilitará trafegar dados, imagens e vídeo em alta velocidade em toda a sua extensão e estabelecerá a conexão entre todas as ferramentas tecnológicas que a Eixo SP adotará nas 12 rodovias que administra, conforme o contrato de concessão.

O corredor será monitorado 24h por dia por 1.025 câmeras que permitirão a identificação de intercorrências na rodovia para o acionamento do recurso operacional.

Ainda no pacote tecnológico da concessionária, que demanda uma rede de fibra ótica estão previstos mais de 2 mil pontos de conexão wi-fi para o contato entre o usuário e o Centro de Controle Operacional (CCO) e Painéis de Mensagens Variáveis (PMVs).

Além de indispensável para o funcionamento da estrutura de telecom dos Serviço de Atendimento ao Usuário (SAUs) e praças de pedágio, a rede subsidiará também outros serviços que serão implementados no futuro como a pesagem em movimento de caminhões e dispositivos de sensoramento de tráfego.

Veja mais notícias em : Adamantina noticias
close button
Anuncie