Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

sábado, 8 de agosto de 2020

PM de Presidente Venceslau é assassinado na capital paulista

Sargento José Valdir de Oliveira Junior e outros dois colegas de farda foram baleados e mortos por criminosos

Fonte imparcial
Atualizado 08/08/2020 às 11:57

PM de Presidente Venceslau é assassinado na capital paulista
Foto: Polícia Militar - José Valdir tinha 37 anos e deixa familiares na região

Na madrugada de hoje, três policiais da Força Tática da Polícia Militar foram baleados e mortos durante uma ocorrência na capital paulista. Um deles era o sargento-PM José Valdir de Oliveira Junior, 37 anos, de Presidente Venceslau.

De acordo com o 42º BPM/I (Batalhão de Polícia Militar do Interior), os outros mortos foram o soldados-PM Victor Rodrigues Pinto da Silva, 29 anos, e Celso Ferreira Menezes Junior, 33 anos – todos pertencentes ao 23º BPM/M (Batalhão de Polícia Militar Metropolitana).

Conforme a Polícia Militar, na madrugada de hoje a equipa fazia patrulhamento pela Avenida Escola Politécnica, na região de Rio Pequeno, onde abordou um veículo VW/Fox, ocupado por dois homens.

No decorrer da abordagem, um dos indivíduos, que se identificou como policial civil, atirou contra os policiais. A ação resultou em troca de tiros e o autor acabou sendo baleado e morto. 

A unidade de resgate chegou a levar os militares para o Hospital Universitário, mas não resistiram e morreram. 

Um homem que estava no carro foi preso em flagrante, sem ferimentos. Conforme a corporação, após verificar a identidade do criminoso morto, foi constatado que ele não era policial civil.

De acordo com a polícia, a ocorrência está sendo apresentada no 91º Distrito Policial.

“Todas as circunstâncias relacionadas com a ocorrência estão sendo apuradas”, salienta.

PM de Presidente Venceslau é assassinado na capital paulista

Familiares em Presidente Venceslau

José Valdir de Oliveira Junior tinha 37 anos, morava em Jundiaí (SP) e estava na corporação há 14 anos e cinco meses. Conforme a polícia, ele era casado e pai de uma jovem de 16 anos. Ele também deixa a esposa que está grávida de gêmeos.

De acordo com a polícia, o soldado Celso Ferreira Menezes Junior era divorciado e estava na Polícia Militar há 10 anos e cinco meses. Já o soldado Victor Rodrigues Pinto da Silva tinha 29 anos, era casado, e também deixa a esposa grávida. Ele estava na PM há 6 anos e 9 meses.

PM de Presidente Venceslau é assassinado na capital paulista
Policiais foram baleados durante atendimento a uma ocorrência na capital   

Veja mais em Adamantina Notìcias
close button
Anuncie