Menu Right

Top Social Icons

Publicidade
Publicidade
18 9 99631 6205
WhatsApp
WhatsApp

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Em Quatá / Mulher denuncia clínica veterinária após cachorro voltar com a língua cortada

Uma clínica veterinária da cidade de Quatá, no interior de São Paulo, foi denunciada na quarta-feira (11) 

Atualizado 13/11/2020 às 11:22

Em Quatá / Mulher denuncia clínica veterinária após cachorro voltar com a língua cortada

por Viviane Celestino de Souza Costa, após o cachorro dela, de um ano, voltar da tosa com parte da língua cortada.

Scott foi levado para o local pela mãe de Viviane. Tempo depois, funcionários ligaram avisando que tinha ocorrido um incidente com o cachorro.

De acordo com Viviane, a mãe dela voltou para a clínica e descobriu que haviam cortado parte da língua de Scott com uma tesoura durante o procedimento de tosa. A cliente pagou R$ 70 pelo serviço e foi embora. “Ela passou chorando no meu serviço e a minha vontade era ir lá e quebrar tudo”, desabafou Viviane em entrevista ao G1.

Conforme a dona de Scott, o cachorro não está conseguindo dormir e nem comer por causa da dor. Além disso, Viviane afirma que não recebeu nenhuma receita médica para o animal após o atendimento e que teve dificuldades para falar com a dona da clínica sobre o caso.

Nas redes sociais, a mãe de Viviane compartilhou fotos do cachorro após o incidente. “Ele sempre foi um cachorro alegre, hoje meu cachorro está com os olhos lacrimejando de dor, com medo, e não comeu nem bebeu até agora”, escreveu na publicação.

Clínica afirma que foi um incidente

Procurada pelo G1, a dona do pet shop e auxiliar veterinária contou que estava fazendo a tosa no cachorro com a tesoura na parte do rosto quando Scott teria mordido o objeto. Ele reiterou que o ocorrido foi um acidente e disse que o animal recebeu todos os cuidados e que o médico veterinário passou uma receita à família.

Ainda de acordo com a responsável pela clínica, ela trabalha na área há 17 anos e um acidente como esse nunca havia acontecido. Ao G1, a Polícia Civil informou que um inquérito foi instaurado para apurar um possível caso de maus-tratos. A dona do local também já foi ouvida na delegacia.

A Polícia Civil informou ainda que a proprietária também registrou um boletim de ocorrência por ameaça devido às mensagens que está recebendo nas redes sociais.

As informações são do  G1.

close button
Anuncie